"Contagem regressiva" (Cuenta atrás)


Control Urbano, segundo capítulo de la serie online “Contagem Regressiva”

https://youtu.be/OoblOhnXCyE

“Toda la gente en la favela sabe, cuando calla o cuando grita, que la mano que ordena y acicala la ciudad es la misma que desencadena la masacre”

Es en la militarización y la ‘limpieza’ de Río que los Juegos Olímpicos asientan sus bases. El nuevo episodio de “Conta regressiva” muestra exactamente quién sufre el Control Urbano en la construcción de la ciudad-espectáculo .

“Podem vir comprar
O caminho foi aberto para vender
Com toda a segurança
A cidade bem guardada
Cerca o morro e senta a bala
Não perdoa nem criança
Está tudo no projeto
Preto, pobre, periférico
Não pode nem chegar perto”

Realização: Justiça Global e Couro de Rato
Direçao: Luis Carlos de Alencar
Produçao Executiva: Vladimir Seixas
Poesia Original: Elaine Freitas
Música Original: Mano Teko e MC Lasca


 “Remoções” (Desalojos), primer capítulo de la serie Contagem Regressiva

https://youtu.be/D2IdgKhkxh0

“Quanto cabe na caixa de mudança?
Os passos da primeira infância?
As paredes pintadas com nossas cores preferidas?
O sangue e a dor desta ferida
aberta à força do trator
tentando derrubar a história de conquista da moradia”

Nos 3 meses que antecedem a realização dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, a Justiça Global e a Couro de Rato lançam a série “Contagem Regressiva”, que relata as violações de direitos humanos que marcaram todo o processo de preparação da cidade. As remoções são o tema do primeiro episódio, um dos legados mais perversos deste período. Foi nos anos pré-olímpicos que o Rio de Janeiro conheceu a mais brutal política de remoções de sua história: mais de 20 mil famílias foram removidas desde 2009, ano do anúncio oficial da cidade sede.

Os escombros sobre o chão são apenas a face mais evidente da história arrancada a tratores e marretas.

Realização: Justiça Global e Couro de Rato
Direçao: Luis Carlos de Alencar
Produçao Executiva: Vladimir Seixas
Poesia Original: Elaine Freitas
Música Original: Mano Teko e MC Lasca